Manifesto

O conceito desse site é: eu – joao – com (munico).

1. O tempo corroe tudo que é consequência. As causas permanecem. Na arte, isso significa que somente 6/7 artistas de cada geração são lembrados.

2. A lista de artistas chega a 210 000. A maior produção de todos os tempos. Os críticos tem cada vez menos voz. E a nossa geração menos discernimento.

3. Performance, grafite e vídeo, outrora suportes de protesto são hoje ativos desejados.

4. Especialistas alegam investimento em arte retorna 260% ao mês. Evidências não convencem a viabilidade de 9% ao ano.

5. Museus planejam suas exposições para atender metas de público. Carreirismo, entre artistas e curadores, se assemelha ao corporativo.

6. Provocar o debate sobre esses e outros paradoxos do mercado de arte é a proposta desse site.

7. Sua contribuição é urgente.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

  • Introduction

    Passionate about both art and entrepreneurship, the art dealer João Correia founded two companies: Collezionista, an art advisory firm based in São Paulo, and, I Know What I Like, a contemporary art debate society based in London. He also writes regularly to the media and to this personal blog in English and Portuguese languages.
  • Testimonials

    ‘Com simpatia e maestria João envolveu toda a platéia na ArtRio em um debate estimulante e extremamente rico. Saí de lá com a cabeça a mil querendo mais!’

    Dora LimaMade For TV
  • More Testimonials

  • Follow me on:
  • Mailing Sign Up
    * = campo obrigatório
  • Posts Recentes

  • RSS ONTHEROAD

  • Categorias

  • RSS Notícias do Mercado de Arte

  • Arquivos

  • Comentários Recentes

    • Introduction

      Entusiasta tanto por arte quanto por empreendedorismo Joao fundou duas empresas. Collezionista, uma consultoria de arte sediada em São Paulo, e, I Know What I Like, uma sociedade de debates de arte contemporânea sediada em Londres. João também escreve regularmente para mídia e para esse blog pessoal em Inglês e Português.